sábado, 19 de março de 2011

CIDADE DE MARTINS - RN



Uma privilegiada cidade

Nem tudo é praia no Turismo potiguar. A 370 quilômetros de Natal, Martins é ideal para um fim de semana aconchegante. O clima é bastante ameno nesse último trimestre do ano. No inverno, porém, a temperatura às vezes chega a 15º. É uma face diferente do Rio Grande do Norte. A Serra de Martins, de 750 metros, tem em seu topo uma pequena cidade, que concentra construções antigas e ruas pacatas. Apesar de estar em pleno sertão potiguar, o município tem cada vez mais consciência de seu potencial turístico.

Quanto às atrações permanentes, o visitante pode descobrir passeios eco turístico, contemplar a beleza de alguns prédios históricos, conhecerem museus bem simples, porém interessantes, ou tão somente observar detalhadamente a região, que abrange várias pequenas cidades, a partir dos mirantes da Carranca e do Canto, que também funcionam como bar.

 A HISTORIA:

A Princesa Serrana:
 
No século XVIII, quando o Capitão-Mor da Aldeia de São João do Apodi, Aleixo Teixeira recebeu terras pertencentes a Serra do Campo Grande, originou-se um povoado numa localidade de terras da antiga Serra da Conceição. Segundo historiadores, nesse período já existiam pequenos núcleos de algumas fazendas. 

Foi com a presença de Francisco Martins Roris, em 1742, que o povoado começou a sua evolução. Ao tomar posse das terras da Data Telha, localizadas entre os rios Apodi e Umari, Francisco Martins responsabilizou-se pela construção da capela de Nossa Senhora da Conceição, assumiu o comando da serra e contribuiu muito para desenvolvimento do povoado através da prática de vários trabalhos.

Em 1779, sua atuação naquela região era tão intensa que o povo da localidade de Serra da Conceição, nome oficial do povoado, passou a chamar área de Serra do Capitão Martins ou simplesmente Serra dos Martins. A vontade do povo prevaleceu e tornou-se realidade quando no dia 10 de novembro de 1841, através da Lei nº 71, o povoado desmembrou-se de Portalegre, ao mesmo tempo em que criado o município da Maioridade.

Após seis anos com esta denominação, em 30 de outubro de 1847 o município da Maioridade mudou outra vez de nome passando a se chamar Cidade de Imperatriz, em homenagem à Imperatriz do Brasil. Finalmente, em fevereiro de 1890, a famosa e agradável Serra do Martins passou , definitivamente, para a história com o nome oficial de Martins.

Nas serras úmidas de Martins está um dos climas mais agradáveis do Rio Grande do Norte, de grande potencial turístico em decorrência da situação física, cultural e histórica, mediante exploração a ser feita com incentivos governamentais que sejam orientados à saúde, repouso e boa qualidade de vida durante o período de férias.



Principais Pontos Turísticos:

CASA DE PEDRA:

Situada no pé da serra, dentro das terras da Fazenda Trincheiras, a “Casa de Pedras” é formadas por rochas antigas que foram cristalizadas por um afloramento marítimo de calcário, do período pré-cambriano. Com 110 metros de comprimento, a grande caverna tem o curioso formato de uma casa, com salão principal, salas e corredores.

A 27 km de Martins, a Casa de Pedras foi catalogada pela Sociedade Brasileira de Cavidades Naturais como a segunda maior caverna em mármore do País. Dentro do salão principal da Casa de Pedra pode ser observado um requintado conjunto de estalactites e estalagmites, formados por pingos d’água a milhões de anos. Nessa sala, o teto alcança mais de 10 metros e dele pode ser vista uma grande estalagmite no centro.

Por ser uma casa natural e abrigo contra bichos, a Casa de Pedra foi moradia dos antigos habitantes da região. Cerca de 5 mil peças arqueológicas foram coletadas dentro e nos arredores da gruta, através das equipes de pesquisadores. Inclusive, uma ossada humana. Todas as peças fazem parte do acervo do Museu Arqueológico de Martins e podem ser visitadas.

Pessoas ilustres, como o cientista Adolf Lutz, já visitaram a Casa de Pedras. Os escritores Câmara Cascudo e Henrique Castriciano também fizeram suas incursões através dos salões de pedras da casa. O lugar é tão importante para a historiografia local que há até projetos para fazer uma ligação com a serra de Martins através de um teleférico, passando pela Pedra do Sapo e a Pedra Rajada.

Imagens


PEDRA RAJADA:

Tem esta denominação por ser toda rajada, devido à formação de manchas provocadas pelas águas que escorrem durante o inverno. O que mais chama a atenção é a silhueta de um perfil que se assemelha ao rosto de Cristo, como se estivesse com as mãos postas levantadas à ponta do queixo, elevando ligeiramente a cabeça, como num gesto de oração ao Pai. Pode ser vista do lado esquerdo de quem sobe a serra. 

Imagens


  MIRANTE DO CANTO:

Construído pelo Ministério do Meio Ambiente e Prefeitura Municipal de Martins com recursos do Banco Mundial, o Mirante do Canto atrai não só os turistas como também moradores da cidade, para apreciar o belo panorama que se descortina à sua frente.

Podem ser vistas as cidades de Umarizal, Patu, Lucrécia, Almino Afonso, Frutuoso Gomes, e muitas comunidades rurais do município, como também algumas cidades da Paraíba. Bem à sua frente, ergue-se, imponente, uma formação calcária já bastante cristalizada, popularmente conhecida como Casa de Pedra. À noite, pode-se admirar um enorme pontilhado de luzes; são as cidades que ficam na planície e se revelam nessa hora, bem como a queima de gás natural, nos campos de extração de petróleo da Petrobrás.

Imagens




PEDRA DO SAPO: 
       
Picos dos Carros: Tem essa denominação por retratar fielmente a imagem desse batráquio. Fica sobre uma enorme rocha, bem na sua extremidade esquerda, para quem sobe a serra.
   
 Imagens
 




HOTEL SERRANO:          


  O hotel está localizado na rua Coronel Cristalino, 118, no centro de Martins, a 100 metros da igreja Matriz. Onde, Os preços da diária casal variam de R$ 104,00 na baixa estação a R$ 148,00 na alta. Em Martins, os meses de julho e agosto são considerados de alta estação, assim como os feriados religiosos, como Páscoa e Natal, Carnaval e Ano Novo. O hotel oferece 49 apartamentos com varanda, rede, frigobar, TV e telefone. O padrão do quarto é com uma cama de casal e uma de solteiro. Há também ,Área arborizada com piscinas adulto e infantil, além de sala de jogos.O restaurante do hotel nos meses de julho e agosto promove festival de fondue nas noites de sábado. O hotel Serrano ainda oferece salão de eventos, escritório virtual, lavanderia e estacionamento privativo.

Imagens
    






TURISMO NA CIDADE :         

Martins tem um enorme potencial turístico. Suas belas paisagens observadas dos Mirantes; banhos em cachoeiras na época das chuvas; caminhadas em trilhas para quem gosta de trecking; praticando rappel ou observando o perfil de Cristo numa majestosa pedra; museus histórico, cultural e arqueológico; pequena reserva florestal particular; engenhos de cana e casas de farinha na época de funcionamento; as obras do artista plástico; construções antigas ao estilo barroco; imagens portuguesas; sobrado com varanda em pedra de cantaria; cavernas.
       
 IGREJA MATRIZ NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO: 
             


Visitem Martins  e encantem-se com as belezas naturais que a cidade oferece. Reserve um tempo para você e venha desfrutar e viver momentos bons de relaxamento e tranquilidade, nessa cidade serrana. Em pleno Rio Grande do Norte!

 

6 comentários:

  1. esta primeira imagem não é da entrada de Martins, na verdade é a entrada da cidade de Antônio Martins, que é uma cidade vizinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela informação e visita ao blog!
      Corrigido! ;)

      Excluir
  2. O blog deveria trazer os valores exatos ou aproximados das hospedagens: mais caros e mais baratos; onde se alimentar?? etcc..outras pousadas ou hotéis??? valor dos passeios???

    ResponderExcluir
  3. TODAS AS IMAGEM APRESENTADAS É DE MARTINS

    ResponderExcluir
  4. Martins é a cidade ( criada nas Mirandas ) da minha avó materna Rita Maria Araújo de Sena, filha de Maria Almina da Conceição e José Batista de Araújo. Queria saber se está povoado ainda existe ??..

    ResponderExcluir
  5. Martins é a cidade ( criada nas Mirandas ) da minha avó materna Rita Maria Araújo de Sena, filha de Maria Almina da Conceição e José Batista de Araújo. Queria saber se está povoado ainda existe ??..

    ResponderExcluir